[música] Álbuns baseados em livros


Eu já estou bem acostumada com poemas musicados (porque, né?), mas esses dias conversando com um amigo, eu descobri vários álbuns que foram baseados em livros e eu não fazia a menor ideia. Eu futuquei um pouquinho e resolvi trazer alguns deles para vocês.


Lançado em 2006, o décimo álbum do Sepultura, chamado Dante XXI é completamente baseado na Divina Comédia de Dante Alighieri. Apesar de não ser uma grande fã do estilo, porque eu não gosto muito de gutural, eu realmente gostei desse disco. (me disseram que foi porque esse gutural foi bem feito. haha)
Ouça aqui.


Também lançado em 2006, o álbum Terceiro Capítulo da banda Granada foi todo baseado em Laranja Mecânica. Você pode ouvir o album completo aqui (eu gostei bastante. :D)


Aurora Consurgens é o sexto álbum da banda Angra e também foi lançado em 2006 (alguém precisa me contar o que aconteceu em 2006). O título faz referência ao livro escrito no século XV, cuja autoria é atribuída a São Tomás de Aquino. Aurora Consurgens, o livro, foi usado pelo psiquiatra Carl Jung para relacionar os sonhos aos diferentes estados mentais.

Este não é um álbum conceitual como foi Temple of Shadows (calma, amiguinhos, esse estará no bônus no final deste texto), não conta uma história, não segue uma narrativa. As letras, no entanto, possuem um tema em comum: as diversas perturbações mentais como o suicídio, esquizofrenia, sociopatia e bipolaridade. Ouça o álbum completo aqui.


Lançado em 2009, A-Lex é o décimo primeiro álbum do Sepultura e também é baseado no livro Laranja Mecânica. O título é um trocadilho com o personagem central da obra, Alex, e o latino para a expressão "sem lei", uma referência de como Alex e suas companhias viviam. Diferente do primeiro álbum da lista, que também é do Sepultura, eu não consegui ouvir esse todo. Mas quem quiser ouvir, tem aqui.

Eu sou suspeita para falar de Pink Floyd, mas esse foi de longe o álbum que mais gostei nessa lista. Lançado em 1977, o álbum Animals é baseado no livro Revolução dos Bichos de George Orwell (Pink Floyd e Orwell juntos é demais pra o meu coração). O álbum compara os humanos a cada um dos três animais do livro: os cães são usados para representarem os homens da lei (KGB); os porcos os políticos corruptos e moralistas; e as ovelhas, que sem pensamento próprio, cegamente seguem um líder. Ouça aqui.


Bonus Track


Apesar de não serem baseados em livros, os próximos dois álbuns também são conceituais e contam histórias interessantes.


Lançado em 2004, esse é o quinto álbum de Angra. Temple of Shadows conta a história fictícia de um cavaleiro conhecido como "The Shadow Hunter" (O Caçador da Sombra) que se une ao exército
convocado pelo Papa para participar da Primeira Cruzada (1096-1099). Durante sua saga, ele passa por conflitos que o fazem refletir sobre a guerra santa da qual participa e os ideais da Igreja Católica, colocando sua devoção a prova. (olhem a capa e reconheçam São Jorge :D) Ouça aqui.



Lançado em 1996, o álbum fala sobre o Brasil em 1500, quando foi "descoberto" pelos portugueses.
Holy Land sofre influência da música e cultura brasileiras, com referências aos índios e seu folclore, mas traz também arranjos clássicos, simbolizando a Europa naquela época. Ouça aqui.

P.S.: Eu juro que não tinha notado a quantidade de álbuns de Angra na lista. rs

Comentários

  1. Oláá Dani, tudo bem?
    Nossa, não fazia ideia disso, acredita?!
    Amei o post, vc arrasou!!!!!
    Bjoos

    Jovem Literário

    ResponderExcluir
  2. Olá, Daniella.
    Nossa que postagem interessante. Nem tinha ideia de que exitam álbuns inspirados em livros. Também sou tão por fora de musicas hehe. Quase não ouço.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil!
      Eu também não fazia ideia, agora já descobri muitos outros. rs
      Beijo

      Excluir
  3. Ai que legal isso, não sabia, é novidade pra mim também, hein! Adorei!
    Beijo
    www.leitorasvorazes.com.br

    ResponderExcluir
  4. Interessante!
    Mas se fuçar mais nesse mundo vai encontrar muitos outros!
    Um que lembro agora é Journey to the Centre of the Earth, de Rick Wakeman, baseado no livro de mesmo nome (Viagem ao Centro da Terra) de Júlio Verne.

    E há também o contrário (embora bem mais raro): álbuns que foram compostos como trilha para livros, como pouco conhecido The Merlin Mystery, da banda Alkaemy, formada especialmente para esse álbum.

    E Pink Floyd... com ou sem livro é sempre bom demais! ;)

    Parabéns pela publicação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcos!
      Eu vi esse baseado no livro de Júlio Verne também. Na verdade enquanto eu procurava mais informações sobre esses álbuns, eu descobri vários outros e já estou pensando em fazer uma postagem .2 sobre o assunto. rs
      Tá aí, eu não sabia desses álbuns compostos como trilha para livros. Vou futucar mais. ^^
      Pink Floyd é sempre maravilhoso! <3
      Obrigada!
      Beijo

      Excluir
  5. Adorei a matéria, não conhecia esses álbuns que foram baseados em livros, mas já ouvi falar sobre sobre o do Pink Floyd haha. Parabéns pelo conteúdo!
    Abraços!
    umlivroabertoig.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Christian!
      Que bom que você gostou. :)
      Obrigada!
      Beijo

      Excluir
  6. Oi Dani,
    Desses citados, eu gosto do Pink Floyd, mas eu não sabia que era baseado em um livro. Adorei a novidade, vou 'ouvir com outros ouvidos' agora, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale!
      Que bom que você gostou! Eu também já conhecia o álbum, mas não conhecia a "história". rs
      Beijo

      Excluir

Postar um comentário